3.12.16

Ler prazer/ Ler p'ra ser


O concurso "Ler prazer/ Ler p'ra Ser" é um convite à participação de crianças e alunos na celebração da leitura e do prazer de ler, através da realização de trabalhos criativos, de cariz informativo, expressivo ou publicitário, que traduzam a festa da leitura.

Para quem queira concorrer, disponibilizamos o Regulamento do Concurso.


Histórias da Ajudaris 2017: A Família

A "Ajudaris" é uma associação particular de caráter social e humanitário de âmbito nacional, sem fins lucrativos, considerada de interesse público desde 2008. Desenvolve projetos de intervenção social que visam combater a fome, a pobreza e a exclusão social, através da capacitação e da educação.
Um desses projetos é o "Histórias da Ajudaris", criado em 2009, que tem como objetivos fundamentais:
- Fortalecer hábitos de leitura e escrita.
- Promover a inclusão e a integração social através da arte.
- Despertar a solidariedade.
- Aproximar a escola das famílias e da comunidade.
- Fomentar a interação entre gerações.
- Impulsionar o voluntariado.
No presente ano, o concurso "Histórias da Ajudaris" obedece ao tema "A Família" e decorre até 31 de março de 2017.


1.12.16

Oficina de Ilustração - 6ª Sessão

Mais uma sessão...mais um desafio: concorrer ao Concurso "7 dias, 7 dicas sobre os media".
Este concurso é uma iniciativa promovida pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), em parceria com a Comissão Nacional da Unesco (CNU), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), a Fundação PT (FPT) e a Secretaria Geral da Presidência de Conselho de Ministros (SGPCM).
São objetivos do concurso contribuir para fomentar na comunidade educativa, particularmente nos alunos, uma utilização mais segura da internet; o uso crítico e criativo dos media; a liberdade de expressão e o respeito pelos direitos de autor.
São aceites duas tipologias distintas de trabalhos:
Tipologia 7 dicas (apresentações eletrónicas ou cartazes);
Tipologia narrativa (banda desenhada ou vídeos).

Num primeiro momento, leram várias tiras de banda desenhada, disponibilizadas no site da Segura Net, sobre as várias temáticas que os trabalhos devem abordar.


Posteriormente, os primeiros esboços...


Esboço da autoria do Rodrigo

Esboço da autoria do Luís



Esboço da autoria da Maria


28.11.16

Literacia 3D: o desafio pelo conhecimento

Entre os dias 21 e 24 de novembro, a Escola Alexandre Herculano participou nas provas do concurso Literacia 3D, promovido pela Porto Editora.
A prova de Literacia da Leitura foi aplicada aos alunos do 5ºano, dos quais participaram 22 alunos (4 do 5ºA, 5 do 5ºB, 4 do 5ºC, 3 do 5ºD, 3 do 5ºE e 3 do 5ºF).
Quanto à prova de Literacia da Matemática, foi aplicada aos alunos do 6ºano, dos quais participaram 30 alunos (9 do 6ºA, 6 do 6ºB, 6 do 6ºC, 4 do 6ºD e 5 do 6ºE).
Em relação à prova de Literacia Científica, direcionada aos alunos do 7ºano, participaram 16 alunos (9 do 7ºA e 7 do 7ºE).
Provas concluídas, resta-nos aguardar os resultados...


25.11.16

Dia Nacional da Cultura Científica

Ontem, dia 24 de novembro, comemorou-se o Dia Nacional da Cultura Científica que foi criado em 1996 em Portugal, como homenagem a Rómulo de Carvalho nascido nesse dia no ano de 1906.
Rómulo de Carvalho foi professor de Física e Química responsável pela promoção do ensino da ciência e da cultura científica no nosso país. Além de professor, foi metodólogo, investigador e autor de manuais escolares, de livros de divulgação científica e de poesia, estes últimos sob o pseudónimo de António Gedeão.
Lembrando a data, a Equipa da Biblioteca Escolar montou uma pequena exposição com materiais disponibilizados pelo Departamento das Ciências Experimentais.














Além desta exposição, apresentámos uma outra onde divulgámos alguns apontamentos da vida e obra de António Gedeão.












É tempo para recordarmos o poeta António Gedeão através da música de José Niza e da voz de Adriano Correia de Oliveira.




Um outro magnífico poema de António Gedeão, "Pedra Filosofal", interpretado por Manuel Freire.




Oficina de Ilustração - 5ª Sessão

Nesta sessão, os alunos contactaram com alguns trabalhos de Alex Solis, um talentoso designer e ilustrador que utiliza objetos ao seu redor, ou mesmo as suas mãos, para produzir os seus desenhos.



Após observação de alguns trabalhos deste ilustrador, foram desafiados a seguir a mesma estratégia e o resultado foi este.

O Rodrigo utilizou uma borracha
O Luís utilizou um horário escolar


Oficina de Escrita

Atendendo aos objetivos definidos para o concurso "Um conto que contas", desafiámos os alunos que frequentam a Oficina de Escrita a participar neste concurso.
Este concurso que é da responsabilidade de uma Comissão Organizadora em colaboração com a DRSISPM (Delegação Regional do Sul e Ilhas da Sociedade Portuguesa de Matemática) e com o apoio da Universidade de Évora e do Centro de Investigação em Matemática e Aplicações, da AMIL (Associação de Matemática Interativa e Lúdica) e da Delta Cafés, pretende, além de outros objetivos:
- "Fomentar hábitos de leitura e de escrita nos alunos de todos os anos de escolaridade e incentivar à escrita de um conto que envolva conteúdos matemáticos.
- Desenvolver a capacidade de expressão e comunicação bem como, o pensamento lógico narrativo e o raciocínio matemático, pois este envolve a construção de cadeias argumentativas".

Desafio aceite pelos alunos, seguiu-se a leitura do regulamento. Além de outras informações ficaram a saber que os contos do 2ºciclo deverão obrigatoriamente respeitar o tema "Solidariedade" e os do 3ºciclo, "Tolerância".
Assim, após um momento de registo de ideias soltas quer sobre o tema, quer sobre conteúdos matemáticos, deu-se início à construção da narrativa.


Na sessão seguinte, perante a possibilidade de escolha de optarem pela escrita no computador, a escolha foi unânime: computador.


 No final da sessão, as ideias já eram muitas e nem deram pelo tempo passar...
Segundo eles, a escrita no computador foi bastante favorável ao desenrolar das ideias.



16.11.16

Oficina de ilustração - 3ª e 4ª sessão

Nesta última sessão, experimentaram as diferentes cores dos diversos materiais de pintura que tinham à sua disposição. De seguida, construíram um trabalho de comunicação visual plástica, com base na experiência anterior e num tema à sua escolha.
Posteriormente, reproduziram o seu trabalho, substituindo os materiais de pintura por papel de seda, cartolina, tecido ou goma EVA.

Trabalho da Maria Machado

Na 2ª versão do trabalho, a Maria optou pela goma EVA e pelo papel de seda

O trabalho do Luís Magro

Na 2ª versão do trabalho foi utilizado o papel de seda e goma EVA





Trabalho do Rodrigo

A 2ª versão do trabalho foi criada com papel de seda



Trabalho da Ana Matilde

Na 2ª versão, a Ana Matilde utilizou tecido


Trabalho da Sara Pereira

Na 2ª versão do trabalho, a Sara utilizou papel de seda

Oficina de Escrita - 2ª Sessão

Nesta sessão, o desafio teve a seguinte sequência:
1. Cada aluno escreveu dois nomes comuns, um cada pedaço de papel.
2. Entre os vários nomes escritos, foram tirados dois à sorte: "chuteira" e "capitão".
3. De seguida, cada um imaginou várias combinações possíveis com estes dois nomes.
4. Entre essas combinações, cada um optou por uma combinação que serviu de título a uma curta história.

A Maria Machado imaginou três combinações:
"O capitão Chuteira"
"A chuteira do capitão"
"A chuteira que engoliu o capitão"

Quanto ao seu texto, teve o título
"A chuteira que engoliu o capitão"
No dia vinte e quatro de outubro aconteceu um episódio fatal.
Tudo aconteceu quando um jogador de futebol se descalçou após o jogo: a chuteira farta de andar a rastejar pelo chão decidiu comê-lo.

A Diana Barreto, combinou os nomes da seguinte forma:
"O capitão Chuteira"
"A chuteira que matou o capitão"
"A chuteira do capitão"
"Um portal na chuteira do capitão"

Entre estas combinações, escolheu o título
 "A Chuteira que matou o capitão"
Sindical, o capitão do Lenço de Atum Clube, morreu. O caso aconteceu no balneário, depois do treino da manhã, quando tirou a chuteira. Sindical morreu intoxicado com o chulé que respirou.
O treinador ainda não sabe o que vai fazer...

O Rafael Vieira imaginou as combinações:
"O Capitão Chuteira"
"A chuteira do capitão"
"A chuteira perdida do capitão"
Quanto ao seu texto,  teve o título
"O capitão Chuteira"
O capitão Chuteira era uma pessoa que queria ser como o Capitão América, mas para não copiar usou uma chuteira em vez do escudo. Para ter a mesma honra, tentou salvar o mundo de um meteoro que estava quase a cair numa montanha, só que ele ao tentar dar um pontapé no meteoro... Booommmm!!!!
O capitão Chuteira foi para o hospital onde teve a visita do Capitão América que lhe disse:
- Sei que queres ser como eu, mas não arrisques a tua vida por isso!
Tens uma longa vida pela frente e poderás fazer outras coisas também muito importantes.

Quanto ao Rafael Raimundo, combinou os nomes assim:
"O capitão Chuteira"
"A chuteira do capitão"
"O capitão e a chuteira amaldiçoada"
Entre estas combinações, escolheu o título
"A chuteira do capitão"
Era uma vez um peru muito matreiro que vivia num galinheiro. Esse peru era conhecido pelos animais da sua quinta como o "Capitão", porque todas as noites ele fugia da quinta para ir passear sozinho e voltava de madrugada.
Uma noite, durante a sua saída noturna, viu umas luzinhas no meio da escuridão.
Aproximou-se e viu um gato muito feio a surgir por detrás de um arbusto.
- Sai daqui seu peruzito ou então será a última coisa que vais ver são os meus dentitos - disse o gato.
O capitão com receio de ser comido pelo gato, fugiu.
De repente, tropeçou em alguma coisa ...tentou perceber o que era...ficou surpreso quando viu que tinha tropeçado numa chuteira apropriada para a sua patinha de peru.
Calçou e caminhou para a quinta.
Entretanto encontrou o gato com quem tinha conversado há minutos atrás:
- Oh! que bela chuteira, peruzito! Podes dá-la aqui ao teu amigo? - perguntou o gato.
- Não, pois a chuteira é do Capitão - respondeu o peru.
O gato deixou-o ir.
No dia seguinte, Dia da Ação de Graças, o filho mais novo dos donos da quinta foi escolher o peru para se comer ao jantar. Escolheu logo o "Capitão", pois tinha uma chuteira muito gira.
Pronto! Capitão no prato!
"Quem tudo quer, tudo perde"


10.11.16

Missão Impossível

A Biblioteca Digital da Fundação Jorge Álvares disponibiliza o pdf da obra Missão Impossível, da autoria de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, com ilustrações de Carlos Marques.



                                          LpdfMissao impossivel from risoletamontez



Pode aceder-se ao mesmo a partir da Biblioteca Digital - Fundação Jorge Álvares (http://www.fundacaojorgealvares-bibliotecadigital.com).

Preferindo o livro em suporte de papel, é só dirigirem-se à Biblioteca de Alexandre Herculano e requisitarem o livro.
Boas Leituras!

Biblioteca Digital Fundação Jorge Álvares

http://www.fundacaojorgealvares-bibliotecadigital.com/


Para quem precisa de fazer pesquisas sobre os países orientais, tem nesta página alguns recursos muito úteis.

Concurso Nacional de Leitura 2016/2017, 11ª Edição

Como em edições anteriores, o Plano Nacional de Leitura é a entidade promotora do Concurso Nacional de Leitura que tem como objetivo central "estimular o treino da leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral.
Os destinatários deste concurso são os alunos do 3ºCiclo do Ensino Básico e do Secundário. Quanto à primeira fase do concurso decorre nas escolas, a quem cabe selecionar três obras sobre as quais os alunos terão de prestar provas.
Na Escola Alexandre Herculano as obras escolhidas foram as seguintes:

Este livro está disponível na biblioteca

Para quem não tiver oportunidade de ir à biblioteca, deixamos aqui  o texto em PDF.


Leandro rei-da-heliria from Risoleta Montez


A outra obra é  O Principezinho, também disponível na biblioteca.




O pequeno-principe from Risoleta Montez

Também selecionámos o conto "Saga" da obra Histórias da Terra e do Mar. Para quem quiser ler este conto em suporte de papel, o livro está disponível na biblioteca.

Do livro Histórias da Terra e do  Mar, devem ler o conto "Saga"




Os alunos do 3ºCiclo, interessados em participar no Concurso Nacional de Leitura, devem manifestar o seu interesse junto da respetiva professora de Português até ao final do 1ºperíodo.
Quanto ao dia da prestação de prova será no dia 11 de janeiro.

9.11.16

Encontros para Saber+

Encontros para Saber+ é uma iniciativa da Biblioteca Escolar, cujo objetivo é promover encontros com convidados para discussão com os alunos sobre questões abertas.
Hoje, algumas turmas do 3ºciclo (7ºA/B/D/E e o V82) encontraram-se com Sónia Seixas.



Sónia Seixas é psicóloga educacional e investigadora com doutoramento feito na área de bullying e coautora do livro Cyberbullying: um guia para pais e educadores.


 Assim, o tema da conversa foi bullying e ciberbullying.


 A exposição, assim como os vídeos foram seguidos com toda a atenção.


No final, foi apresentado um vídeo produzido na EB Alexandre Herculano, em que os alunos do V82 foram atores, técnicos de som, de imagem e de montagem, devidamente orientados pelo professor Sérgio Coelho.


Foi um momento perturbador, mas simultaneamente transmissor do valor da amizade.


O nosso grande obrigada à Doutora Sónia Seixas pela disponibilidade para estar connosco neste Encontro para Saber+.
Por outro lado, os nossos parabéns ao professor Sérgio e aos alunos pelo seu vídeo. Está fantástico!